ASSISTÊNCIA SOCIAL /

CRAS

 

SECRETARIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

 Secretária: Célia Yoshie Nakahara Papait

 

 

CRAS

Centro de Referência da Assistência Social

 

É uma unidade pública estatal da Política Nacional da Assistência Social (PNAS), sendo localizado em áreas com maiores índices de vulneralibilidade social destinado ao atendimento socioassistencial de famílias.

São ofertados no CRAS serviços como: Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para idosos e jovens, Educação Sócio Profissional, orientações sobre o BPC – Benefícios de Prestação Continuada, Cadastro e recadastramento no CADÚNICO, Atendimento Circunstancial Emergencial, Geração de Trabalho e Renda, entre outros.

Objetivo Geral: Prevenir a ocorrência de situações de vulnerabilidade e risco social nos territórios, por meio do desenvolvimento de potencialidades e de aquisições, do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários e da ampliação do acesso aos direitos de cidadania.

 

A equipe do CRAS de Santo Inácio conta com:

 

01 Coordenador:

  • Adriana Cristina Augusto.

 

02 Técnicos de Nível Superior:

  • Assistente Social: Terezinha Zeloi Souza Correa.
  • Psicólogo: Franciny Alonso Bonfinm Lopes.

 

03 Técnicos de Nível Médio:

  • Telma Ap. dos Santos Bento.
  • Adriana dos Santos Moreira de Goes
  • Elena Otília Hermann Micheli.

 

01 Orientador Social:

  • Jocimar Nunes da Silva.

 

02 Serviços Gerais:

  • Sônia Ap. Coelho.
  • Jacira dos Santos Moreira

 

04 OFICINEIROS:

  • Leila Cristina Martins
  • Paula Lima Valer
  • Osmar Augustinho das Merces

 

Funcionamento:      

  • Segunda-feira: 8h às 19h.
  • Terça-feira: 8h às 17h – 18h às 21h.
  • Quarta à Sexta-feira: 8h às 17h.

 

Endereço: Rua Santa Catarina, 781.  Tel: 44/33522458.

e′mail: cras_si@hotmail.comcras@santoinacio.pr.gov.br

Facebook: Cras Santo Inácio.

 

 

Cronograma de atividades desenvolvidas no CRAS

 

Dança de Salão

Dança de Salão para casais acima de 25 anos e idosos. Inicio das aulas se deu em Março deste ano com os oficineiros Joaquim Junior e Débora.

Oficinas de Artesanatos para mulheres: Crochê, Tricô, bordados em geral, onde os trabalhos estão expostos.

 

O porque foi escolhido as Oficinas de Break Dance e Graffite

Hip hop é um gênero musical, com uma subcultura iniciada durante a década de 1970, nas áreas centrais de comunidades jamaicanas, latinas e afro-americanas da cidade de Nova Iorque. Estes subúrbios, verdadeiros guetos, enfrentavam diversos problemas de ordem social como pobreza, violência, racismotráfico de drogas, carência de infra-estrutura e de educação, entre outros. Os jovens encontravam na rua o único espaço de lazer.

Afrika Bambaataa, reconhecido como o criador oficial do movimento, estabeleceu quatro pilares essenciais na cultura hip hop: o rap, o DJing, a breakdance e o graffiti. Outros elementos incluem a moda hip hop e as gírias.

A relação entre o grafite e a cultura hip hop surgiu quando novas formas de pintura foram sendo realizadas em áreas onde a prática dos outros três pilares do hip hop eram frequentes, com uma forte sobreposição entre escritores de grafite e de quem praticava os outros elementos.

 

 

Oficina de Graffiti

Grafite  é o nome dado às inscrições feitas em paredes, desde o Império Romano. Considera-se grafite uma inscrição caligrafada ou um desenho pintado ou gravado sobre um suporte que não é normalmente previsto para esta finalidade. Por muito tempo visto como um assunto irrelevante ou mera contravenção. Atualmente o grafite já é considerado como forma de expressão incluída no âmbito das artes visuais, mais especificamente, da street art ou arte urbana - em que o artista aproveita os espaços públicos, criando uma linguagem intencional para interferir na cidade. Entretanto ainda há quem não concorde, equiparando o grafite à pichação.  Grafitar próprios públicos ou privados, sem autorização dos respectivos proprietários, é atividade proibida por lei.

A oficina de Graffiti iniciou em março deste ano, com o oficineiro Joaquim Junior.

 

Break Dance

É um estilo de dança de rua, parte da cultura do Hip-Hop criada por afro-americanos e latinos na década de 1970 em Nova IorqueEstados Unidos. Normalmente é dançada ao som do Hip-Hop ou de Electro.

Inicialmente, o break dance era utilizado como manifestação popular e alternativa de jovens para não entrar em gangues de rua, que tomavam Nova Iorque em meados da década de 1970. Atualmente, o break dance é utilizado como meio de recreação ou competição no mundo inteiro, estando no auge da faixa etária dos adolescentes.

Essa dança consiste em praticamente se dançar o Top-Rocking em movimentos circulares de acordo com ritmo da música logicamente com as mãos e pés no chão ao mesmo tempo. O término deste movimento chama-se de freeze (congelar); a força, rapidez e ousadia rapidamente suplantou o cenário Up-Rocking.

A oficina de Break Dance teve inicio em Março deste ano com o oficineiro Joaquim Junior.

 

Oficina de Violão

Ao longo do tempo este instrumento sofreu grandes evoluções e, hoje em dia, possui uma grande variedade de formatos e tamanhos, cada qual mais apropriado a um estilo de execução, estando presente hoje em quase todos os gêneros musicaispopulares.  A dinâmica nas aulas de violão em grupo visa à colaboração mútua entre todos, onde a relação de atenção e ajuda é fundamental para o desenvolvimento, se respeita diferenças individuais e reconhece que os ritmos e interesses são distintos.

As aulas iniciaram em Setembro deste ano com nosso Orientador Social Jocimar.

 

Oficina de Teatro

Com o surgimento da civilização egípcia os pequenos ritos tornaram-se grandes rituais formalizados e baseados em mitos. Cada mito conta como uma realidade veio a existir. O teatro confunde-se com a história do homem, de sua necessidade de comunicação, de sua relação com a natureza, através de rituais primitivos e cerimônia religiosa. Um pouco mais tarde, adentra a Grécia e é estabelecido como arte e passa a ser utilizado para demonstrar cultura e conhecimento.

Tudo começa na infância, o “faz de conta”, a simulação da realidade, ou seja, tudo isso se tem origem no ato de brincar e o fato de a criança querer imitar aquilo que vê. Pode colaborar para que a criança tenha oportunidade de atuar efetivamente no mundo, opinando, criticando e sugerindo e, também permite ajudar a desenvolver alguns aspectos: criatividadecoordenação, memorização, e vocabulário.

Com o Teatro, possibilita se relacionar melhor com os colegas e o meio onde vive; construir seu conhecimento brincando e descobrindo seus espaços, tornando-se mais participativos e responsáveis nas atividades; formando indivíduos críticos e atuantes de sua própria realidade, opinando e sugerindo, formando cidadãos que valorizem as experiências e sabem lidar com as diferenças sociais do seu bairro. Nossa Oficina de Teatro iniciou em Agosto deste ano com nosso Orientador Social Jocimar.                          

 

DEPARTAMENTO DE AÇÃO SOCIAL E COMUNITÁRIA

DE SANTO INÁCIO

 

O Departamento de Ação Social  e Comunitária de Santo Inácio é um órgão da administração municipal responsável pela formulação, implementação e controle da Política Pública de Assistência Social no município.

Tem por objetivo prover a garantia dos mínimos sociais, a inclusão e o desenvolvimento da pessoa humana; tarefa que executa diretamente por meio de programas, projetos e serviços, e indiretamente por meio  de articulação como as outras políticas sociais existentes no município.

Propõe diretrizes e metas da política de ação social a serem adotadas pelo município, de implantar o desenvolvimento das políticas sociais que contribuam para melhoraria da qualidade de vida da população com vista a  sua auto promoção.

 

Assistente Social:

* Célia Yosh Nakahara Papait.

 

Endereço: Rua Izaltina das Neves Martins, 1.125. Tel: 44/33522458.

e′mail: acaosocial@sinet.com.br.

 

 

Galeria de Fotos

Rua Marcelino Alves de Alcântara, 133 - Cep: 86650-000 - Santo Inácio - Paraná - (44) 3352-1222 prefeitura@santoinacio.pr.gov.br