ÚLTIMAS NOTÍCIAS /

Programa tem R$ 29 milhões para inovação nas empresas...

Quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Visualizada 182 vezes


Parceria entre IEL e CNPq vai oferecer bolsas para estudantes interessados em desenvolver projetos durante um ano

As empresas que ainda não apostaram na inovação como fator de competitividade no mercado tem agora um bom incentivo para fazer parte deste universo. Até 2015, o Programa Inova Talentos vai investir R$ 29 milhões na concessão de mil bolsas extensão inovadora para estudantes do último ano da graduação e profissionais recém-formados que queiram desenvolver inovação dentro das empresas, seja em processos, produtos ou serviços. No Paraná, serão concedidas 30 bolsas, mas o número pode aumentar dependendo da quantidade de projetos inscritos.

O Programa Inova Talentos é resultado de uma parceria entre Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que vai custear a permanência dos estudantes e profissionais nas empresas. “A ideia é ampliar o número de profissionais qualificados trabalhando com inovação dentro das empresas”, diz o superintendente do IEL no Paraná, José Antônio Fares.

 

A primeira fase das inscrições do Inova Talentos é restrita as empresas. Para serem contempladas com um desses profissionais, elas precisam propor projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), que serão avaliados pro profissionais do CNPq. Cada empresa poderá ter até três bolsistas para desenvolver um projeto, dependendo na necessidade e do volume de atividades. As empresas terão de desenvolver um plano de trabalho, com o detalhamento das atividades que serão feitas ao longo de um ano, que é o tempo de duração da bolsa.

 

A partir do dia 28 de janeiro, os projetos aprovados estarão disponíveis no site di IEL no Paraná (www.ielpr.org.br). Os estudantes poderão, então, se inscrever em um ou mais projetos, apresentando soluções inovadoras. O processo de seleção e recrutamento dos interessados em participar do Inova Talentos será feita pelo IEL, que também vai treinar e acompanhar o trabalho deles dentro das empresas.

 

Fator de competitividade

 

Uma pesquisa recente da consultoria PwC feita com 264 líderes de empresas em todo o mundo mostrou que 97% deles consideram prioridade máxima investir em inovação dentro das empresas, como um fator de competitividade no mercado. Muitas, no entanto, ainda estão fora desse universo. “A maioria dos empresários ainda prioriza gestão com visão de curto prazo para obter resultados imediatos. Além disso, não há no Brasil uma política industrial clara e transparente que subsidie com efetividade, por exemplo, os projetos de inovação empresarial. O Inova Talentos estimula as empresas a desenvolverem uma visão de médio e longo prazo com foco na inovação”, diz Fares.


Fonte: Gazeta-maringá

 Outras Notícias

Rua Marcelino Alves de Alcântara, 133 - Cep: 86650-000 - Santo Inácio - Paraná - (44) 3352-1222 prefeitura@santoinacio.pr.gov.br