ÚLTIMAS NOTÍCIAS /

Sem a Copa, Curitiba pode ter prejuízo de R$ 1 bilhão...

Segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Visualizada 168 vezes


Estimativa tem como base a movimentação projetada pelo setor de turismo para os quatros jogos da 1ª fase

O atraso das obras da Arena da Baixada e a possibilidade de que Curitiba deixe de sediar os jogos da Copa de Mundo de 2014 colocou empresários do setor de turismo em alerta. Caso isso ocorra, a estimativa é de que o prejuízo mínimo supere o valor de R$ 1 bilhão. A projeção é do presidente da Associação de Bares, Restaurantes e Casas Noturnas (Abrabar), Fábio Aguayo, com base na movimentação prevista para o período dos quatro jogos classificatórios da 1ª fase, agendados para ocorrer em Curitiba.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), Henrique Lens Cesar Filho, calcula, se isso ocorrer, um prejuízo mínimo de R$ 78 milhões, apenas com as diárias dos hotéis que deixarão de ser recebidas. Nesta conta, ele considerou apenas as diárias dos 13 mil leitos bloqueados para a Federação Internacional de Futebol Associado (Fifa), a um custo médio de R$ 300 por 20 dias — período de realização dos jogos na Capital paranaense.

Cesar Filho ressalta que vários hotéis foram construídos com o objetivo de atender aos turistas da Copa do Mundo. “Aqueles que já existiam investiram em reformas, reengenharia das instalações e readequação dos restaurantes”, relata.

Além do prejuízo financeiro, Curitiba poderá arcar com um alto prejuízo moral e político. “Curitiba vai ficar com a imagem de caloteira e totalmente desmoralizada diante da comunidade internacional”, afirma Cesar Filho. “O maior prejuízo será com relação à imagem da cidade. Aquele que realmente não tem preço, como diria a propaganda de um cartão de crédito”, argumenta Aguayo.

O presidente da Abrabar questiona a Secretaria Especial para Assuntos da Copa. “Ela foi criada para evitar situações como essa e, pelo que está claro, não cumpriu o seu papel”, afirma. Ele cita a comissão tripartite criada para gerenciar o andamento das obras de preparação para o campeonato mundial.

“Não chamaram os empresários e nem a sociedade, e tampouco a sociedade se movimentou para participar, como aconteceu em Natal, onde os moradores da cidade montaram uma comissão popular para acompanhar tudo.”

 

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias

Rua Marcelino Alves de Alcântara, 133 - Cep: 86650-000 - Santo Inácio - Paraná - (44) 3352-1222 prefeitura@santoinacio.pr.gov.br