Covid-19

COVID-19

Dengue

PORTAL DA
DENGUE

X

Suspeito de lan?ar roj?o que atingiu cinegrafista ? preso na Bahia...

Quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Última Modificação: 09/06/2020 16:51:13 | Visualizada 225 vezes


Ouvir matéria

Caio Silva de Souza, de 23 anos, é apontado pela polícia como suspeito de ter acendido o rojão que matou um cinegrafista da TV Bandeirantes

Caio Silva de Souza, de 23 anos, apontado pela polícia como suspeito de ter acendido o rojão que matou o cinegrafista da TV Bandeirantes, foi preso nesta madrugada de quarta-feira (12) na Bahia. Segundo a TV Globo, ele foi localizado em um hotel na cidade de Feira de Santana. O advogado do jovem, Jonas Tadeu, acompanhou a operação da Polícia Civil.

O suspeito estava foragido desde a segunda-feira (10), quando a justiça ordenou a prisão temporária por 30 dias depois que ele foi reconhecido em foto pelo tatuador Fábio Raposo, acusado de entregar o rojão.

De acordo com as informações da polícia, Caio mora em Nilópolis, na Baixada Fluminense, e trabalha como auxiliar de limpeza no Hospital Estadual Rocha Faria, em Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro.

Souza foi localizado às 2h no quarto do hotel, próximo à rodoviária de Feira de Santana. Seu afirmou, em entrevista à TV Globo, que o cliente e o outro acusado, Fábio Cardoso Barbosa (preso no fim de semana), são "jovens que são aliciados, jovens que são manipulados", mas não disse por quem.

Sobre Souza, que teria disparado o rojão que atingiu o cinegrafista, o advogado disse tratar-se de "jovem miserável financeiramente, de baixo discernimento".

O chefe de Polícia Civil, Fernando Veloso, contou que a viagem do acusado ao Nordeste vinha sendo monitorada pelos investigadores. O destino dele seria a cidade de Ipu, no Ceará, onde mora um de seus avôs. Teria decidido saltar em Feira de Santana depois que conversou por telefone com o advogado e com a namorada.

"Foi uma operação complexa", disse Veloso, que enviou o delegado e três agentes para a Bahia a fim de localizar e apreender o suspeito. A afirmação foi dada em entrevista à TV Globo.

A namorada de Souza acompanhava o advogado no momento da prisão. Ela não teve o nome revelado.

O rojão, que teria sido lançado por ele durante as manifestações da última quinta-feira (6) contra o aumento das passagens no Rio, atingiu o cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Ilídio Andrade. Ele teve morte cerebral confirmada na última segunda, depois de passar quatro dias em coma no Hospital Souza Aguiar.

Transferência para o Rio

Caio Silva de Souza está sendo levado ao Rio pela Polícia Civil do Estado em um voo convencional. A chegada ao Aeroporto Internacional do Rio está prevista para as 9 horas da manhã desta quarta-feira.

Em nota oficial divulgada ao amanhecer, a Polícia Civil informa que o acusado será levado diretamente para a Cidade da Polícia (Jacaré, zona norte) onde o delegado da 17ª Delegacia de Polícia (DP), Maurício Luciano de Almeida, responsável pela prisão na Bahia, dará entrevista coletiva.

 

 


 Veja Também