Covid-19

COVID-19

Dengue

PORTAL DA
DENGUE

X

Fifa espera Arena da Baixada

Quarta-feira, 23 de abril de 2014

Última Modificação: 09/06/2020 16:49:47 | Visualizada 224 vezes


Ouvir matéria

Reforma volta a ficar atrasada, tirando o sossego da Fifa. Entidade se conforma em ter estádio pronto – ou perto disso – a poucos dias da Copa

 

A Fifa terá de esperar até o último minuto para saber em que condições receberá a Arena da Baixada para a Copa. O secretário-geral Jérôme Val­­cke saiu da sua quarta visita a Curitiba, ontem, com uma data para um jogo-teste completo do estádio, 14 de maio, que só será confirmada na véspera. Se não for entregue o pacote mínimo exigido pela entidade, será marcada outra partida antes de 22 de maio, quando o estádio passa para a administração da Fifa.

“Fui o primeiro a dizer que é preciso mais de um teste. O ideal são dois ou três. Aqui teremos apenas um com lotação completa, então teremos de fazer com que tudo funcione bem. Eu disse que São Paulo estaria pronta no último minuto e Curitiba até 13, 14 de maio, mas também estará pronta no último minuto”, afirmou Valcke, repetindo o termo que ele havia usado horas antes, no Itaquerão (leia mais nesta página).


Para o evento-teste total, a Fifa precisa que as áreas para torcida, jogadores, arbitragem e mídia estejam prontas: todos os assentos instalados, acessos de torcedores, vestiários, gramado, áreas internas de imprensa e sistema de iluminação concluídos. “Algum trabalho foi feito desde fevereiro [quando a Fifa decidiu manter Curitiba como sede], mas ainda falta e não é pouco. O estádio não será utilizado a 100%, nem tudo estará instalado”, admitiu Valcke.

O secretário-geral foi direto para o tour pelo estádio, invertendo a programação da sua visita. Com agendas fora da cidade, o prefeito Gustavo Fruet e o governador Beto Richa acabaram conversando com o secretário-geral de forma improvisada, durante o tour. Fruet passou informações sobre as estruturas temporárias e o entorno, que avançarão o período exclusivo da Fifa. Richa falou do repasse de dinheiro, via Fomento Paraná. Ontem, o Atlético recebeu R$ 12 milhões da terceira e quarta parcelas do quarto financiamento. Ainda neste mês entra um residual de R$ 5 milhões. Para 3 e 17 de maio estão previstas as duas últimas parcelas, ambas de R$ 6,5 milhões.

Na vistoria do gramado, o dirigente se agachou e puxou um pedaço de grama, que se soltou com raiz e tudo. Valcke questionou sobre a fixação do campo, trocado após o teste de 29 de março. Saiu com a promessa de que em oito dias o enraizamento estará completo.

A reunião principal acabou sendo puramente técnica. O engenheiro responsável pela obra, Luiz Volpato, apresentou um vídeo com o andamento dos trabalhos e o cronograma. Logo depois, Roberto Siviero, consultor de estádios da Fifa, exibiu uma lista de pendências. São 17 itens que precisam ser cumpridos para a realização do jogo-teste. A esplanada de acesso ao estádio pela Praça Afonso Botelho, a ponte metálica entre o prédio de transmissão e a Arena e iluminação foram os pontos mais destacados. Valcke incluiu os assentos na lista que ele terá de esperar até o último minuto para ver atendida.

“Esse é o nosso desafio. Se for possível 100% pronto até 14 de maio, teremos um jogo total. Se não, um parcial e, depois, outro com capacidade total”, disse o presidente do Atlético, Mario Celso Petraglia.

 Galeria de Fotos

 Veja Também